Analisando o Ranking das marcas mais valiosas

Valor total do portfolio de marcas

Depois de queda de 1% em 2013, o portfólio das 25 marcas volta a crescer em 2014, com 7% de valorização. O valor total do portfólio com as 25 marcas reverteu o cenário de queda do ano passado, crescendo 6,7% em relação a 2013. O resultado se deu principalmente pelo crescimento e valorização das marcas no topo e no final da tabela, incluindo as novas entrantes. De maneira geral, esse crescimento foi puxado pelos efeitos da Copa do Mundo, pelo amadurecimento contínuo do portfólio de marcas da Ambev e por marcas que acreditam e continuam apostando forte nos seus posicionamentos, como Casas Bahia, Hering e Ipiranga.

Apenas 5 marcas sofreram desvalorização de 2013 para 2014, sendo a maior queda vinda da Petrobras, com –23%.

Concentração no top 5

O Top 5 continua representando a maior parcela do valor do ranking, com 67,4% do total. Esse resultado freia a tendência de queda na concentração das cinco primeiras marcas, algo que vinha acontecendo desde 2010 quando elas representavam 78% do valor total portfólio. Esse resultado freia a tendência de queda na concentração das cinco primeiras marcas, que acontecia desde 2010, quando elas representavam 78,0% do total. Neste ano temos mais uma mudança, com a Brahma integrando o top 5 no lugar da Petrobras.

A análise indica duas coisas: a disputa pelas primeiras posições está mais acirrada e que temos um mercado em que a gestão de marcas amadurece e cria ativos mais poderosos para os negócios.


Participação por setor

Neste ano, 74% do valor total das 25 marcas ficou concentrado nos setores de Serviços Financeiros e Bebidas.

Apesar de ligeira queda em relação a 2013 devido à desvalorização das marcas Banco do Brasil e Caixa, o setor de Serviços Financeiros continua líder em valor, com 49% de todo o portfólio. Altas margens de lucratividade, comprometimento com investimentos em marca e forte laço emocional com os consumidores fazem dessas marcas verdadeiras campeãs nacionais.

O setor de bebidas, vice-líder em concentração de valor, representa 25% do total do portfólio e é o terceiro com mais marcas representadas.

Duas das três marcas representadas no segmento de cerveja do ranking (Skol e Brahma) estão entre as que mais se valorizaram no último ano, beneficiadas com grandes eventos como Carnaval e Copa do Mundo, além da forte presença em todo o território nacional.


Novidades no ranking

Maiores crescimentos do ano