O QUE TORNA UMA MARCA FORTE?

Nossa experiência e nosso conhecimento demonstram que as marcas posicionadas de forma ideal para continuar gerando demanda no futuro são aquelas capazes de obter um desempenho melhor que o da concorrência em uma série de dimensões.

Essas dimensões são organizadas na metodologia da Interbrand por meio da análise de Força de Marca, composta pela avaliação de dez fatores. Quatro deles são internos à organização, refletindo o fato de que grandes marcas são formadas de dentro para fora. Os outros seis são externos, considerando o impacto em consumidores e outros públicos estratégicos.

Essa ferramenta entrega uma série de insights práticos, ensinando sobre movimentos futuros em vez de fornecer apenas um reflexo do passado. Além disso, ao abordar a força da marca tanto internamente quanto externamente, é possível ter uma visão mais completa de sua performance.

Este ano, a pesquisa por trás da análise de Força de Marca contou com a parceria da Provokers, que entrevistou 800 pessoas entre os meses de Junho e Julho de 2015. Participaram desse estudo homens e mulheres de todo Brasil acima de 15 anos de idade, das classe A, B e C. Ao todo, foram avaliadas mais de 110 marcas em 15 categoria diferentes, onde cada categoria foi analisada por 160 diferentes participantes da pesquisa. No estudo foram explorados níveis de conhecimento, consideração, preferência e rejeição, além dos atributos que permeiam a imagem dos consumidores em relação as suas marcas preferidas.

CATEGORIAS AVALIADAS:

Acessórios & Vestuário, Alimentos industrializados, Bebidas não alcoólicas, Cerveja, Produtos de beleza e higiene pessoal, Eletrodoméstico e móveis, Eletroeletrônicos, Postos de combustível, Sites, Farmácias e drogarias, Lojas de departamento, Supermercados, Serviços Financeiros (Seguradoras, bancos, sistema de pagamentos eletrônicos), Telecom (TV, Telefonia móvel ou fixa) e Transporte aéreo.

Parceiro de Pesquisa